A ABRAM – Associação Brasileira de Motociclistas, ou simplesmente ABRAM, é uma entidade civil de direito privado, uma organização não governamental de caráter filantrópico, com sua sede nacional no Estado de São Paulo, foi fundada em março de 1997, por um grupo de motociclistas, com firme propósito, finalidade e missão de prestigiar, valorizar e defender o motociclista independente da marca ou cilindrada de sua motocicleta, trabalhando assim para motociclistas usuários, profissionais, militares, esportistas e estradeiros.

A ABRAM, tem sua sede nacional e foro na cidade de São Paulo, e atualmente trabalha para a construção da sua Sede de Campo na cidade de São Roque.

Missão:

A ABRAM é uma entidade sem fins lucrativos, e tem as seguintes finalidades:

I – Congregar e representar os Motociclistas, das seguintes categorias:

Usuário;
Profissional;
Militar;
Estradeiro;
Esportista;
Celebridade;
Jornalista.

II – Incentivar o respeito ao Código de trânsito, pleitear mudanças das leis;

III – Representar os motociclistas perante órgãos, repartições públicas, imprensa, fabricantes de motocicletas e suas concessionárias, distribuidores de moto-peças, empresas e entidades em geral;

IV – Buscar alternativas para diminuição dos acidentes;

V – Buscar soluções para inibir a violência, os assaltos e furtos de motos;

VI – Criar meios para minimizar o medo e o preconceito da população, em relação aos motociclistas;

VII – Congregar e representar os mensageiros, motoboys, condutores de moto-táxis, e afins.

VIII – Promover a Semana do Motociclista;

IX – Organizar, promover e incentivar passeios, palestras e encontros que visem o crescimento e amadurecimento do motociclismo no Brasil;

X – Beneficiar os motociclistas associados através de convênios.

XI – Promover a paz no trânsito, entre motociclistas e motoristas;

XII – Incentivar o exercício da fé e a prática de ensinamentos salutares como o amor e respeito ao próximo;

XIII – Congregar os Motoclubes, criar um calendário oficial de eventos;

XIV – Realizar mobilizações para não permitir a cobrança de pedágio para motociclistas;

XV – Incentivar e apoiar eventos realizados por Motoclubes ou motociclistas, ou seja, por pessoas comprometidas com o motociclismo;

XVI – Instituir prêmios para empresas, entidades, e órgãos que se destacarem na elaboração e implantação de projetos e eventos em benefícios do motociclista;

XVII – Promover e apoiar ações ou campanhas que inibam a exploração aos motociclistas;

XVIII – Realizar parcerias com empresas e/ou entidades, para promoção de eventos educativos e de lazer.

Participantes

A ABRAM, compõem-se de número ilimitado de membros, sendo que a todo o motociclista, portador de carteira de habilitação categoria A, é assegurado o direito de admissão no quadro de sócios da ABRAM, exceto nos casos de falta de idoneidade moral ou de manifesta animosidade dele contra a ABRAM.

É considerado integrante da categoria representada, para efeito de associação à ABRAM, todo o motociclista das seguintes categorias:
I – Usuário;
II – Profissional;
III – Militar;
IV – Estradeiro;
V – Esportista;
VI – Celebridade;
VII – Jornalista.

É considerado integrante da categoria representada, para efeito de filiação a ABRAM, todos os motoclubes, entidades e ou empresas, que estejam ligados diretamente aos motociclistas das categorias.

Todo o integrante da categoria representada, aceito no quadro de filiados da entidade é automaticamente considerado sócio contribuinte da ABRAM, desde de que ele contribua anualmente aos cofres da ABRAM, com uma taxa não inferior à treze por cento do salário mínimo vigente no país.

Perguntas mais frequentes: Saiba mais